sábado, 11 de outubro de 2014

Yesterday - parte 2

Fui embora por volta das 19h e às 20h já estavam elas cá em casa, prontas para a festa. Foi o meu pai quem nos foi levar e, mais tarde, buscar. Nunca tinha ido a casa do Z, mas também não fiquei a conhecer muito. Fomos para um salão no piso de baixo, à beira da garagem, onde ele tem um plasma grande, sofás e uma mesa de bilhar. De resto, fui à cozinha tratar das pizzas - quando o Z quis apostar comigo que eu e o N íamos voltar - e, depois de comer uma fatia, para a sala de cima tentar dormir. O cheiro das pizzas deixou-me muito enjoada e fiquei ali até por volta das 22h - quando ele chegou. 

Quando desci para o salão estavam todos às escuras a escolher um filme de terror.
Eu: vamos mas é ver A Culpa é das Estrelas.
C: O N já fez essa piada há bocado, antes de chegares.
Depois de seguirmos uma sugestão dele, começamos a ver Massacre no Texas aka dos piores filmes que já vi. Não acho grande piada a vermos filmes em grupo. Acabamos por perder muito tempo calados a olhar para um ecrã em vez de estarmos todos a falar, brincar ou jogar a qualquer coisa. Quando acabou ainda jogamos um bocadinho de snooker e eu pude mostrar os meus dotes! Estávamos cerca de seis pessoas à volta da mesa e fiquei sozinha com ele a fazer competiçõezinhas. Foi uma noite gira mas soube a pouco, espero que se repita e, para a próxima, não vou deixar que passemos grande parte do tempo a ver um filme. 



O dia de ontem foi giro, uma espécie de escapatória ao que tem sido o meu começo de ano letivo em termos de demasiado estudo, não sair de casa, estar com vida social praticamente nula, passar os meus tempos livres a ver séries e pouco falar com o pessoal do grupo com quem estive ontem, principalmente o N. Adoro a relação que temos quando não namoramos nem temos nada, mas estamos naquela de nos aproximarmos de novo. É isso que me está a impedir de seguir em frente (fora a parte super stressante de não saber ler mentes e não perceber se estamos ambos a sentir isto). De qualquer das maneiras, valeu a pena nem que seja por vê-lo, ao final da noite e já em casa, a falar no chat de grupo com um "xp" no final das frases - o meu smile, em vez do agora habitual "xb" - smile da K. As pessoas alteram a sua maneira de escrever conforme as pessoas com quem costumam trocar mensagens. Sempre usou "xp", agora usa "xb", mesmo não fazendo ideia que eu sei que é a K escreve assim. Parece insignificante mas não é assim tanto... it breaks my heart. 

Por falar em K, hoje ele vai a um jantar (a esta hora, já lá está) de uma rapariga que eu conheço mas que não é suficientemente próxima a mim para me convidar para a sua festa. No entanto, é muito amiga da K....e da C. Portanto, já lá tenho a minha agente infiltrada, atenta a qualquer sorriso, olhar, movimento ou conversa que possa vir a existir entre aqueles dois. I've got my eyes on you.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

About me