sexta-feira, 30 de outubro de 2015

pior morte que já vi numa série


Valha-me Deus, The Walking Dead... É impressão minha ou cometeram o pior erro em 6 temporadas de série? Quer dizer, foi um excelente o episódio, dos melhores aliás, mas matarem a minha personagem favorita não foi muito boa ideia. Acabou de passar para o número um de piores mortes de sempre em séries. Foi demasiado doloroso de ver. Ainda dói, sinceramente.

Halloween 2


Sei que se trata de uma tradição pouco ou nada portuguesa, mas gosto muito! Não me vou mascarar, mas tenho uma festa em casa do Z, como no ano passado. Este ano as coisas vão ser muito diferentes, mas espero que nos consigamos divertir de igual modo.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

shameless confession #4


Gosto de várias músicas dos One Direction.

domingo, 25 de outubro de 2015

new hair, new life


Estou com uma vontade enorme de me armar em Jessica Alba e cortar o cabelo assim.

sábado, 24 de outubro de 2015

desejo fútil #11

Há tanto tempinho... H&M, 29,99 euros.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015


Entretanto no programa da Fátima Lopes...

     Senhora X: "Eu era vítima de violência doméstica. Houve uma vez em que desabafei com a minha médica de família e ela receitou-me uns calmantes..."

     Fátima interrompe o discurso da senhora, com uma cara de choque e desaprovação: "E a médica não fez nada? Nem apresentou queixa?"

Fatinha, Fatinha... preciso de te apresentar o conceito de sigilo médico? Aposto que muitas telespectadoras ficaram a abanar a cabeça e a chamar nomes à dita cuja.

quem sou eu e o que fizeram à I


Sinto-me mais saudável e mais crescida. Querem saber?

- Vou dormir antes da meia-noite por vontade própria, porque finalmente ganhei consciência de que quando os médicos dizem "de 7 a 9 horas de sono", eu faço parte das pessoas que precisam de 12h. Ainda acordo zombie, mas menos.

- Não bebo coca-cola há mais de um mês, quando antes bebia todos os dias ao almoço e jantar. Tenho uma garrafa na dispensa há 2 meses e está lá intacta. Custa-me imeeeenso porque é a melhor bebida de sempre, mas tem que ser. Aprendam autocontrole comigo!

- Troquei as bolachas de chocolate por palmiers, que são igualmente bons e não fazem tão mal.

- Obrigo-me a tomar o pequeno-almoço todas as manhãs, mesmo quando quase vomito só de pensar em comida. 

- Proibi-me de dormir quando chego a casa cansada (mesmo quando está a chover e frio!!!): dormir é de noite. 

- Como sopa sempre que faço refeições em casa, incluindo ao almoço, quando a minha mãe não está para me controlar. 

- Já não reclamo todos os dias em que tenho natação. É um mal necessário devido aos meus problemas de coluna. Estou inscrita e a pagar, portanto é para ir. Só me faz bem e, apesar de não ser tão boa nadadora quanto queria, também estou lá para me tornar nisso mesmo.

- Evito discussões e respiro três vezes antes de responder a alguma coisa que me deixe pior que estragada. 

Mãe, estou preparada para a universidade.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Quem é que gostavam que desfilasse com o fantasy bra este ano, no Victoria's Secret Fashion Show? 
Acho que a minha opção é óbvia.


Só o facto de, no 12º ano, ter tanto tempo livre que posso ocupar todas as semanas de maneira diferente e como bem me apetecer, torna-me uma pessoa feliz e até mais entusiasmada com as matérias. O 11º é, de facto, uma aberração de carga horária, disciplinas, trabalhos, testes e exames.

domingo, 18 de outubro de 2015


Vou ver uma companhia de ballet russo apresentar "O Lago dos Cisnes" no final de Novembro. Opá que bom! Mal posso esperar!!!

fashion | coisas que me catacterizam


No outro dia, a Violet fez um post muito giro sobre coisas que caracterizam o seu estilo (e por acaso identifiquei-me bastante com o que escreveu). Hoje, a A fez a sua própria versão e eu, como sou uma copiona, também quero fazer a minha! Ora bem:

- Miranda Kerr e Vanessa Hudgens. São o meu holy grail da roupa e adoro recolher fotos dos seus melhores outfits para me inspirar mais tarde.

- Verniz escuro. Sempre que vou pintar as unhas e fico indecisa na cor, acabam pretas. Não há nada que eu possa fazer contra estes instintos a não ser de quando em vez pintar as unhas num rosa clarinho ou branco e ouvir uns "o que é que te deu?". 

- Peças brancas. Ao contrário de todas as adolescentes no planeta, tenho o guarda-vestidos pintado de branco. Não consigo evitar comprar camisas, blusas e tops brancos porque acho sempre que são os mais giros, mesmo havendo 300 outras cores do mesmo modelo.

- Casacões. Consigo andar quase 3 semanas a usar um casacão diferente por dia. Quer sejam meus, da minha irmã ou da minha mãe, o que não falta cá em casa é disso e nunca me canso de comprá-los. Já tenho mais dois em vista para adquirir, quem sabe, num futuro breve.

- O colar da Elena, de The Vampire Diaries. Agora nem tanto, mas durante uns anos era raro o dia  em que saía de casa sem ele. É uma referência disfarçada a uma das minhas séries favoritas e não é nada piroso... acho-o mesmo, mesmo lindo! Ainda luto comigo mesma para levar outro colar sem ser esse, porque senão bem que os outros ficavam sempre fechadinhos na caixa.

- Camisolas de malha. Daquelas super quentinhas, que parecem estar 3 tamanhos acima do da pessoa.

Calças de ganga. Já viram o nome do blogue? Pois bem. Se há coisa que adoro é um bom par de calças de ganga e no gavetão já são mais que 20. Justas, largas, rotas, escuras, claras, pretas, brancas... fazem sempre um jeitaço. Juro que gostava de andar mais vezes de calções, saias e vestidinhos fofinhos (e já estou a melhorar isso!) mas temos que admitir que não há nada mais prático e elegante (proporcionalmente) que uns jeans.

- Penteados. Nunca consigo chegar a casa com o cabelo igual ao que estava quando saí. Se for solto, vem com uma trança de lado ou uma metida atrás ou um messy bun. Se for de trança, ou de rabo de cavalo, vem solto. Sou muito inconstante.

Então e vocês? O que é que vos caracteriza?

taytay


Não consigo não gostar desta miúda. Eu sei que ela anda com todos os cantores que encontra e depois escreve músicas sobre eles com pouco conteúdo. E eu tento não gostar, mas sempre que sai uma música sei-a de cor dois dias depois. Se calhar é por ela ser tão odiada e invejada que lhe acho tanta piada. Porque, convenhamos, digam o que disserem, está sempre nos charts do iTunes e esgota estádios.

sábado, 17 de outubro de 2015


Há pessoas que nos desiludem vezes atrás de vezes, mas que, por comodismo, não conseguimos deixar para trás.

The Walking Dead quê?

´
Lembram-se dos tempos em que The Walking Dead era um fenómeno televisivo e era praticamente um crime não ver? Saiu na segunda-feira o primeiro episódio da sexta temporada e a) não ouvi ninguém a falar sobre isso, b) só soube porque um amigo meu me perguntou se já tinha visto e c) passado quase uma semana ainda não tive vontade de ver. Isto é o quão secante a série se tornou.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015


Não há nada melhor que viajar, é ou não é?

quarta-feira, 14 de outubro de 2015


MÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃE

Há professores que deviam era estar a trabalhar num sítio onde não tivessem que falar muito, principalmente da sua disciplina. Para além de péssimos métodos de dar as aulas (ler powerpoints e mandar passar tudo o que lá está), há vezes em que me questiono seriamente se não sei mais do que eles. Então quando não me sabem responder a dúvidas e dizem algo do género "isso não é relevante para este exercício" quase me dá um ataquinho. Tiraram o curso por equivalências? Por amor de Deus.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

desejo fútil #10


Este casaquinho lindo da Zara não vai demorar muito a vir ter ao meu armário.

Hoje, durante a aula, o meu professor de português pôs-se a brincar a subir e descer os estores. Fez isso umas cinco vezes até que um deles se desprendeu e caiu lá baixo, do segundo andar. Foi o ponto alto da minha semana até agora.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

what's old & what's new


Estava aqui a ver a minha lista de blogues e a verdade é que já conto com 5, incluindo este. Dois deles foram pouco significantes, um deles durou imenso tempo (de 2012 a 2014) e o outro foi um escape, no verão de 2013, na tentativa de me desprender de tudo o que o tal blogue principal acarretava. Nunca cheguei a apagá-los e é engraçado ler as publicações do verão de 2013, quando conheci o André (N) e toda a gente que conheci quando o conheci a ele, ler as primeiras publicações em que demonstrava sentir alguma coisa por ele, ler as histórias que se passaram (dignas de filme) com toda essa gente que, nesses tempos, mal conhecia. Na altura, gostava de outro rapaz e tem piada como, pouco a pouco, os textos sobre ele foram sendo substituídos por textos sobre o meu novo grupo de amigos, a minha paixão de verão (e que durou mais 2 anos a seguir) e um monte de coisas que não tinham a ver com o dito cujo.

Estou à espera que isso aconteça de novo. Está tudo tão diferente que assusta. 

shameless confession #3


Vi a primeira temporada de Suits em 2 dias.

Seguidores

Google+ Followers

About me