sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

uma quEstão De listas

Claro que o meu post de ontem não caiu do céu. Toda a minha indignação e revolta foi dirigida a alguém muito específico. 

Tudo começou na segunda-feira. A minha escola envolve-se todos os anos num projeto chamado Parlamento dos Jovens, em que se criam equipas que elaboram 3 medidas para melhorar algo relativamente a um tema. Depois a equipa que ganhar na escola, vai à sessão distrital e a que ganhar na sessão distrital vai à sessão nacional. Este ano foi relativamente à educação em escolas públicas e privadas e eu só não participei porque não tenho metade do tempo que tinha no ano passado. No entanto, tenho várias amigas, que no ano passado faziam parte da mesma lista que eu, que este ano aderiram novamente e, portanto, estava obviamente a apoiá-las. Acontece que o PJ nunca teve esta dimensão na nossa escola. No ano passado bastou distribuirmos uns croissants e ganhamos por muitos votos. Mas este ano houve uma lista nova, a D, que fez uma campanha excelente, melhor que muitas campanhas para associações de estudantes. Tudo indicava que eles iam ganhar. Não me importaria que isso acontecesse se não tivesse plena noção de que iriam representar-nos muito pior do que a lista E (a "minha"). Posso parecer suspeita, mas a verdade é que ninguém da D tinha hipótese a discutir com uma pessoa aleatória da E (a não ser um rapaz, que nem sequer era o presidente mas era o que falava, porque era o único que se "safava"). Não mereciam ganhar, principalmente por terem feito do Parlamento de Jovens uma atividade onde o que interessava é distribuir t-shirts e dizer "vota D". Por isso, fiquei ansiosa pelo debate, que iria tirar as dúvidas a todos sobre quem era a melhor lista.


O debate decorreu na quarta-feira e a sala de estudantes estava cheia. Estava lá imensa gente, incluindo muitos apoiantes da lista D que NÃO eram da escola. O que achei? Nenhuma das listas esteve excelente. Acho que a Lista E podia ter-lhes dado 10-0 e mostrar realmente o que valia. Sem dúvida que falaram muito melhor, mas podiam ter feito mais. Não houve discussões, até porque os professores que estavam encarregues de moderar o debate foram implacáveis e não deram margem para tal. O que me enervou particularmente foi um rapazinho, amigo de amigos meus, que frequenta a escola ao lado da minha. É normal, todos temos o costume de estar sempre metidos na escola uns dos outros e até aí tudo bem. Chateei-me a sério quando o melhor orador da lista E falou, utilizou uma metáfora que quase ninguém na sala teve inteligência para perceber e esse rapaz revirou os olhos e comentou com os amigos: "ai que tone". Revoltou-me especialmente porque o tal rapaz da lista E é daquelas pessoas que está sempre no seu canto, nunca ataca ninguém e odeia confusões. Não liga ao que os rapazes "normais" ligam, adora teatro, recita poemas como ninguém e é super bem-educado. E eu, como odeio pessoas que não sabem respeitar diferenças, não gostei nada da atitude, mas ficou por ali.

À noite, faço login no facebook e deparo-me com um vídeo publicado há minutos, por esse tal rapaz, a ridicularizar a tal metáfora utilizada pelo rapaz da E. Não me contive e comentei. Iniciou-se uma breve discussão, mas com bastante polémica, porque nos 3 comentários que fiz somei 30 "likes" e ele somou alguns também. Só que entretanto houve quem interrompesse, para acalmar os ânimos e, por isso, achei melhor parar. 


Ontem, a AC (aquela minha amiga que vivia para o namorado, mas que recentemente se tem aproximado bastante outra vez) publicou um estado a criticar forte e feio a atitude que o rapaz, em forma de indireta (começou por "depois há pessoas que"), mas identificou-o. Para não me alongar muito mais, posso dizer-vos que o estado chegou quase aos 300 comentários e tenho a certeza que mais de metade da cidade os leu. Estiveram cerca de 20 pessoas (das duas escolas, das duas listas, amigos, amigos de amigos) envolvidas na conversa, fora as que só leram ou só "gostaram" dos comentários. Imensa gente falou comigo no chat, a dizer-me que não valia a pena, que ele era oco, que já se tinha enterrado o suficiente. Ainda por cima, a presidente da lista D seguiu toda a discussão e pôs gosto em todos os comentários dele, como que a apoiar a atitude (que foi a única coisa que criticamos, nada a ver com as listas em si). Foi inocente o suficiente para não perceber que só estavam a sujar a imagem da lista, porque o rapaz não dizia mesmo nada de jeito e que pudesse realmente defendê-lo. Se fossem inteligentes, tinham pedido logo desculpa e não alimentavam a conversa, mas não. Foi tanta gente, mas tanta a gente a "humilhá-lo" e "atacá-lo" por ter sido uma pessoa má, que acho mesmo que ele percebeu. 

Hoje falamos pessoalmente. Eu, o rapaz atacado, o rapaz que atacou, a AC e a C (fora as 15 pessoas fora da sala a tentar ouvir). Ele desculpou-se, mas disse que também se sentiu atacado e que, por isso, é que continuou a responder e não assumiu logo o erro. Tanto ele como a AC apagaram os estados. Ficou tudo na paz, mas continuo a não gostar dele.

Às 17h30 soubemos os resultados. Ganhou a E e não tenho dúvidas nenhumas que a D saiu derrotada devido ao que se passou. Muito bem feito!

5 comentários:

  1. Qual foi a tua média do 1°Periodo e o que tiveste a cada disciplina amiga. Desculpa a indescrição mas li uns posts antigos e fiquei curiosa.

    Acho que estiveste muito bem em defender o rapaz :)

    ResponderExcluir
  2. Acabei com 16 a Português, 17 a Biologia, 18 a Filosofia, Físico-Química e Matemática e 19 a Inglês. A minha média foi 17,7 :)

    ResponderExcluir
  3. R: Por acaso já vi revenge mas não achei grande piada! Vi a primeira temporada um bocado a custo, mas a segunda já não pegou xp

    ResponderExcluir
  4. R: Não tenho média, e também, o tempo em que quis isso acho que foi um bocado ilusório...Não digo que não gosto dos ambientes de hospitais e de salvar vidas, mas sou mais virada para as letras...É Direito. Um conselho: Não vás para um curso sem sentires verdadeira vocação, a sério...Vejo imensa gente a querer entrar em Direito só porque sim e nem quer nada na área...

    ResponderExcluir

Seguidores

Google+ Followers

About me