quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Os Maias


Este pequeno livrinho tem vindo a enlouquecer-me. Comecei a lê-lo nas férias porque vou estudá-lo este ano e achei melhor antecipar-me para depois não andar sobrecarregada. No início estava a gostar, li rapidamente a história das 2 primeiras gerações. É uma parte interessante, visto que não tem demasiadas coisas que não interessam nem ao menino Jesus. Mas a partir da página 100 é ho-rrí-vel, quero cortar os pulsos!!! Basicamente, o Eça descreve o que acontece todos os dias no ramalhete, e isto resume-se a: Carlos vai trabalhar para o seu consultório e quando volta para casa janta com o avô e com um monte de senhores idosos que depois ficam por lá até tarde, a jogar bilhar e às cartas e a falar de famílias das redondezas. Haja paciência!!!! 

O problema é que quando voltei de férias, deixei Os Maias de lado, porque em casa já tenho net e recomecei o meu hobbie favorito: séries. A minha mãe anda chateada comigo e um dia destes o meu pai corta a rede para eu não ficar tentada a ligar o computador. A verdade é que ainda vou na página 200 e, por isso, eles têm toda a razão. Vou dedicar-me inteiramente a esta prioridade máxima (como lhe chamou a minha mãe ontem).

Mas só depois de acabar os 5 episódios de Reign que me faltam para o fim da temporada.

2 comentários:

  1. Compreendo a tua dor. Mas eventualmente, o livro melhora.... um pouquinho, mas melhora.

    Yiumy

    ResponderExcluir
  2. Oh, pior é impossível, por isso o que vem para a frente tem que ser "aguentável"! xD A parte má é que já sei aquilo que seria supostamente o ponto alto do livro, e é como ver um filme e já saber o fim... odeio, odeio spoilers! Mas enfim. Sobrevivi a um dele o ano passado, que nos foi mandado ler pela nossa querida prof de portugês e que era bem pior, por isso vou sobreviver a este!

    (em resposta à Yiumy)

    ResponderExcluir

Seguidores

Google+ Followers

About me