sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

acabei After, e agora?


Acabei há bocadinho o último livro da saga After e estou inconsolável. Sabem quando estão a ler uma coisa que adoram e sabem que, mais cedo ou mais tarde, vai acabar, mas não querem que acabe e, por isso, leem tudo com muita atenção e devagarinho, porque é a última vez que vão ler aquilo pela primeira vez? Não se poder reler ou rever coisas como se fosse a primeira vez é das piores coisas do mundo. 

After foi uma distração e a melhor parte do meu dia muitas vezes, nos últimos meses, e não estava preparada para ficar sem o Harry e a Tessa já. Estes livros são, sem dúvida, um dos meus guilty pleasures. Foram os primeiros livros da escritora Anna Todd e começaram como uma simples fanfiction escrita no Wattpad, mas já foram publicados e o filme já está a caminho. 

Se a escrita brilhante for a vossa característica preferida num livro, nem precisam de se dar ao trabalho de ler (apesar de a diferença ser notória do primeiro para o terceiro). Não é má, mas não é excelente. O forte desta série é a história e foi a história que prendeu biliões de pessoas ao ecrã do seu telemóvel a ler capítulo atrás capítulo. Esperem referências a grandes obras da literatura inglesa, situações muito engraçadas, situações muito tristes, acontecimentos que deitam por terra o que davam por adquirido e, acima de tudo, esperem uma batalha interior no que respeita a apoiar ou não a relação tóxica das duas personagens bem como uma relação amor-ódio constante com ambos.

Um aspeto positivo é tratar-se de uma história que não está repleta de clichés e que nos põe frente a frente com pessoas "reais", com defeitos, infâncias complicadas, problemas de adaptação e, acima de tudo, que cometem erros. E a Anna fez um excelente trabalho em conjugar as qualidades e defeitos de todas as personagens da história. 

Ainda assim, o que mais destaco, é a capacidade da escritora de nos por agarrados à história a todos os momentos e, como ela diz, de nos fazer "sentir coisas". Já fiquei extremamente feliz e extremamente chateada, nostálgica, triste e entusiasmada ao ler, mas nunca deixei de o fazer, porque a ansiedade de saber o que acontece a seguir sobrepõe-se a tudo isso. 

Por isso, sim, aconselho-vos a ler. Não vão ficar mais cultos depois de o fazerem, mas vão gostar de (praticamente) todos os momentos de leitura e, no fim, vão ficar como eu, com aquele sentimento horrível de não saberem o que fazer com a vossa vida... Ugh. Apetece-me ler de novo.

Um comentário:

Seguidores

Google+ Followers

About me